Luana F.D. / @Lua_ELFish ou @Moody-Lua

Luana, ou Lua para absolutamente qualquer um que assim desejar, é estudante de psicologia à um passo do CRP, dona de hobbies nada incomuns e senso de humor questionável. É apaixonada por literatura desde que aprendeu como se juntam as sílabas e fã de carteirinha de sci-fi, terror, suspense e angst. Entrou para o mundo das fanfics em 2008, buscando universos alternativos para animes, em especial, Naruto. Logo em seguida descobriu o kpop com o grupo Super Junior e TVXQ, daí em diante esses dois mundos passaram a integrar boa parcela de seu dia a dia. Escreveu e escreve títulos pouco conhecidos que flertam com tons melancólicos, mas, foi em 2017 que deu corpo à sua paixão por romances policiais com a história (Des)Esperança, fanfic do grupo BTS, transformada em original, e que hoje integra o catálogo da Editora Whalien. "A suprema arte da guerra é derrotar o inimigo sem lutar."

Jhuly Santana / @larrysmiling

Jhuly Santana, estudante de medicina e fã de carteirinha de romances, ainda consegue lembrar da primeira fanfiction que leu, no site FanficObsession. Se tratava de uma estória do fandom do McFly sobre a filha do pastor que se apaixonava pelo rebelde da cidade, um verdadeiro clássico. Alguns meses depois de devorar todas as obras que envolviam Danny Jones, Jhuly (já totalmente viciada em One Direction) achou seu lugarzinho no mundo da leitura ao ler sua primeira fanfiction Larry, não demorando muito até que ela se apaixonasse pelo casal e começasse a escrever suas próprias histórias. Jhuly juntou sua paixão por leitura (algo que ela sempre gostou de fazer, desde muito pequena) com seu amor recém descoberto pela escrita, e então nasceu a @larrysmiling, em 2011, postando sua primeira fanfic chamada Parceiros no Crime, no site Social Spirit e posteriormente descobrindo o Wattpad, onde começou a postar You’ve Forgotten, dando início a uma longa jornada repleta de romances e finais felizes.

 

GK. SOUZA - @FullMoonvalent/@00FullMoon

GK tem 20 anos, nasceu em Minas e odiava ler até entrar para o ensino fundamental 2. Só tinha 13 anos quando começou a escrever fanfics da banda RBD no site Fanfics Brasil; em 2015 teve sua redação escolhida para reprensentar sua escola numa palestra contra drogas, ainda no mesmo ano imigrou-se para o Social Spirit e só parou de escrever em 2017 quando o ensino médio, em um Instituto Federal, ocupou todo seu tempo. Tinha desistido de escrever já que sofre com Alexitimia e achava que não era capaz de passar sentimentos com seus personagens, contudo com o apoio de sua irmã caçula, regressou ao mundo das fanfics em 2019, onde escreveu no Social Spirit e Wattpad as obras Do Outro Lado Do Jardim, Valentine's Club, Leiloado, Bohemian e mais sobre o shipp Jikook, do seu grupo favorito BTS. Hoje, amante de livros, seus preferidos são O Diário De Suzana Para Nicolas de James Patterson e Memórias Póstumas De Brás Cubas de Machado de Assis.

Lisy Rocha / @pandairiscornios

A leitora, e escritora assídua, Lisy Rocha, sempre sonhou em escrever um livro. Desfrutou de uma infância regada de atividades ao ar livre em uma pequena cidade do interior de São Paulo, e sua adolescência fugindo da realidade com fanfictions, livros , filmes e músicas (majoritariamente da “One Direction”) em uma cidade um pouco maior no mesmo estado. Sua primeira fanfiction (“Harry´s Disorder) foi escrita em 2015, mas existem relatos de histórias escritas por Lisy desde 2011(que envolviam muitas viagens desastrosas e personagens um tanto desafortunados). Esteve alguns anos afastada da escrita cuidando de sua saúde mental, voltando recentemente com um turbilhão de mensagens carinhosas perguntando sobre atualizações e previsões de seus bebês literários. Atualmente passa o tempo livre conversando sobre a “Saga Crepúsculo” na internet e revendo filmes românticos dos anos 2000, além de planejar capítulos com muito drama e romance para seus leitores queridos. Lisy relata que ficou completamente sem reação – de forma positiva - ao convite inicial da Editora Whalien, e que acredita muito em seu projeto de trazer escritores incríveis que estavam escondidos na internet para um destaque nacional.

 

Nathalie Novak / @larrypsyche

Nathalie Novak é o pseudônimo online da autora de Strange Destiny e de outras histórias larry encontradas na plataforma Wattpad desde 2015. Amante de livros de ficção, principalmente dos gêneros de fantasia e romance, a autora busca inspiração em suas obras favoritas para dar vida a personagens únicos e narrativas marcantes. Além disso, ela faz uso de seus conhecimentos em psicologia e letras para incrementar ainda mais suas histórias. Atualmente, Nathalie Novak tem ao todo 4 obras concluídas em seu perfil (larrypsyche) e não pretende parar por aí, visto que seu maior sonho é ser escritora de profissão para transformar outras pessoas em amantes de livros também.

Dannie / @hazzmoranguete

Se existe algo que Dannie ama, é fugir da mesmice. O prazer pela inspiração e surpresa é claramente refletido nas obras desta paulista, que por muitos anos viveu uma relação de idas e vindas com a escrita. Seu primeiro contato com a literatura clássica veio ainda nos primeiros anos do fundamental, que só iria tomar forma posteriormente, quando, no ano de 2014, postou sua primeira história original no site Nyah! Fanfiction, evoluindo para as fanfics de Game Of Thrones e Marvel. Foi somente no ano de 2017, que por acaso encontrou-se no wattpad e no shipp "Larry", que além de fortalecê-la em períodos tão conturbados, lhe ofereceu o incentivo necessário para engatar em sua verdadeira paixão: escrever. 

Princess Curly foi sua primeira obra, mas foi com Perfume que a autora ganhou os holofotes, por sua narrativa pouco convencional, porém inesquecível a todos que se aventuram em lê-la. Atualmente a autora tem sete obras disponíveis no site wattpad. 
Suas inspirações e referências são advindas dos mais ecléticos lugares, como professora formada o ambiente acadêmico, tal como o universo instigante do cinema, animes, criminal, fantástico e histórico compõe a construção de seus projetos. 

Dentre o mundo da literatura, tem em George R. R. Martin, Gillian Flynn e Emily Brontë seus grandes heróis, e segue fervorosamente com sua queda irreparável por amores mal fadados e mistérios insolucionáveis, colecionando lágrimas de seus amados leitores.

Joana Bachmann / @joanabachnann

Joana Bachmann dedicava horas do seu dia à leitura de livros durante a infância e interessou-se pela escrita em sua adolescência. Começou a criar fanfics em 2011, publicando-as na plataforma do Wattpad, sempre abordando a temática LGBTQ+, com o intuito de treinar sua escrita para realizar um sonho de longa data: publicar livros. Atualmente é estudante de psicologia, um tema essencial para as abordagens em suas obras, conhecidas majoritariamente pela característica emotiva marcante. Em meio à fantasia das suas ideias, é comum encontrar em suas histórias referências a coisas que adora muito, como: gatos, unicórnios e videogames. Além disso, Daphiny, Yoona e Kira não são apenas personagens e sim uma homenagem aos três seres de quatro patas da sua vida. Seu romance de estreia chama-se “E se fosse um conto de fadas?” e será publicado em 2021 pela Editora Whalien.

Satine Cunha / @larrymeetsevil

Satine Cunha é uma escritora nascida em São Vicente, tendo se mudado para Praia Grande tempos depois. Desde pequena sempre foi apaixonada pela leitura, e gostava de devanear, criando diversas histórias em sua mente. Começou o hábito de escrever em 2013 e segue escrevendo até agora. Hoje tem sua primeira obra, Entre Olhos Azuis, completa e publicada.
A ideia de escrever Entre Olhos Azuis surgiu de um sonho que a mesma teve, no sonho era uma menina que ficava cega, mas Satine adaptou a ideia para o ship Larry, e hoje o livro é publicado como original.

Bella Lee / @eversincehazst

Bella Lee é o pseudônimo de alguém que encontrou na escrita uma maneira de expor, refltir e instigar os leitores a imergirem em enredos fantasiosos que, ainda assim, aludem aos dramas e desafios da realidade.
De maneira despretensiosa começou a escrever e delinear personagens desde os 16 anos, e não imaginava que suas histórias cativariam e teriam a repercussão que ganharam.
Ela deixa como intenção a possibilidade de mudanças de perspectivas e inspiração na vida e na arte, e salienta a gratidão por chegar até aqui.

 

Vitória / @LarryLoverGirl

Vitória, ou Vick, como prefere ser chamada, sempre sonhou em ter alguma de suas obras publicadas, mas mesmo assim, esse parecia só mais um daqueles sonhos em que vamos alto demais e depois o guardamos na caixinha de "sonhos que nunca acontecerão, mas que são gostosos de imaginar". Eu tenho certeza que você sabe qual é o seu. Sim, você sabe. Esse mesmo, esse que você pensa antes de dormir e depois se sente patético, afinal, é completamente impossível. Bom... a Vick descobriu duas novidades que talvez vocês também queiram saber, a boa é que sim, ela esteve errada esse tempo todo e sonhos impossíveis nunca são tão impossíveis como pensamos, mas a ruim é que eles não vem do nada como a maioria dos filmes fazem parecer. Porém, não se preocupem, já chegamos a conclusão que esses sonhos não são impossíveis e as vezes só é necessário um pouco de esperança e confiança em si mesmo. 
A Vick confia nela mesma.
E espera que vocês também confiem.